REME - Revista Mineira de Enfermagem

ISSN (on-line): 2316-9389
ISSN (Versão Impressa): 1415-2762

QUALIS/CAPES: B1
Periodicidade Continuada

Enfermagem UFMG

Busca Avançada

Volume: 13.1

Voltar ao Sumário

Editorial

BVS Enfermagem e as novas perspectivas

Francisco Carlos Félix Lana

Editor Associado. Enfermeiro. Doutor em Enfermagem. Professor Associado da Escola de Enfermagem da Universidade Federal de Minas Gerais. xicolana@enf.ufmg.br

 

A BVS Enfermagem tem como missão a construção do patrimônio informacional em enfermagem, com fácil acesso, sem preocupações com tempo, espaço e fronteiras, impulsionando os processos da geração de conhecimento e contribuindo para a formação e a prática da enfermagem para atuar com compromisso ético-social na área da educação, pesquisa e atenção à saúde, bem como para elevar a qualidade de vida da população no Brasil e na região.

Com o apoio do Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Saúde, do Ministério da Saúde (BIREME) e da Associação Brasileira de Enfermagem (ABEn), da liderança da Escola de Enfermagem da UFMG e de instituições parceiras, a BVS Enfermagem representa uma expansão do modelo de cooperação técnica ao promover a produção e operação descentralizadas de fontes de informação multimidiais, conectadas em rede, com acesso direto e universal, sem limitações geográficas e de horário. O objetivo é responder, organizada e eficientemente, às necessidades de produzir e operar fontes de informação em saúde integradas na internet.

Do início do processo de construção em 2003, passando pelo seu lançamento em novembro de 2005 e sua validação em junho 2006, o Projeto BVS Enfermagem teve avanços consideráveis na sistematização das principais fontes de informação. Para tanto, foi fundamental restaurar o BDENF e, com ele, o controle bibliográfico da literatura técnico-científica da enfermagem brasileira. Esse movimento induziu as revistas e suas instituições mantenedoras a buscar estratégias para a redução de um enorme passivo de fascículos e volumes não indexados no BDENF e na LILACS. Foi um passo altamente estruturante e que permitiu aumentar a visibilidade da produção científica das revistas nacionais de enfermagem do Brasil.

Paralelamente à intensificação do controle bibliográfico, há, ressalte-se, o esforço para a criação do Portal de Revistas Metodologia SciELO, sob a liderança da EERP-USP e o apoio da BIREME. O impacto mais visível é o de um movimento que começou pela decisão de aderirmos à metodologia SciELO em junho de 2006 e participarmos de uma avaliação coletiva de nossos títulos. Como resultado, ampliamos o número de revistas de apenas uma para cinco, que passaram a integrar a Coleção SciELO Enfermagem. Assim, com a criação desse core nacional e a recente inclusão de mais quatro revistas internacionais na coleção, caminhamos para a realização de outro subprojeto - a bibliometria de nossas revistas no âmbito da SciELO/BIREME -, o que trará informações importantes para a avaliação e a consolidação das revistas de enfermagem nos cenários nacional e internacional.

Outra fonte de informação importante também e que vem se consolidando integra o Portal de Teses e Dissertações. Sob a liderança do CEPEN/ABEN e como substrato principal o seu acervo (mais de 5 mil títulos), juntamente com o apoio dos Programas de Pós-Graduação, a BVS Enfermagem tem avançado no controle bibliográfico dessa fonte. O fato de as teses e dissertações estarem sendo indexadas em texto completo - formato eletrônico - no BDENF e LILACS, contribuirá de forma decisiva para a difusão equânime do conhecimento produzido na pós-graduação da enfermagem brasileira.

O indicativo aprovado na 5ª Reunião Regional da BVS, ocorrida no 8º Congresso Internacional de Informação em Saúde, de construção de uma BVS Enfermagem Regional, que envolva todos os países da América Latina, Caribe, Espanha, Portugal e países de língua portuguesa a partir da BVS Enfermagem Brasil, foi uma decisão ousada e que implica definir estratégias de sustentabilidade junto aos governos e instituições de ensino e serviço dos países envolvidos, no sentido de que a proposta ganhe corpo em cada um dos países, para que possam definir processos próprios, garantindo, desse modo, suas especificidades e, ao mesmo tempo, sejam capazes de aportar contribuições à BVS ampliada. Isso significará, sem sombra de dúvida, um avanço significativo na sistematização e disseminação do conhecimento científico da enfermagem.

A BVS Enfermagem, uma vez ampliada e consolidada, conferirá ao conhecimento produzido na Enfermagem o imprescindível caráter contemporâneo e o inserirá no contexto globalizado, que é, atualmente, determinante do crescimento e da visibilidade, necessários à expansão da enfermagem do País.

Logo REME

Logo CC BY
Todo o conteúdo da revista
está licenciado pela Creative
Commons Licence CC BY 4.0

GN1 - Sistemas e Publicações